quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Padre meu



Foto: Ruslan Lobanov


Padre meu, que estais na terra,

Santificada seja a sua presença.


Venha a mim o vosso alimento,

que trazeis debaixo da batina,

para a comunhão e consagração do meu perdão.


Seja feita a vossa vontade assim no chão

como em qualquer lugar que vos possa agradar.

O alimento que cresce em vós, me dai hoje

para as profundezas de mim.


Perdoai as minhas omissões de desejo

assim como perdoo a ausência do vosso corpo,


Deixai-me cair em tentação e livrai-me do fogo,

Amém.

1 comentário:

  1. Boa réplica do pai nosso. Cheia de imaginação e sensualidade.
    Uma boa semana.
    Beijos.

    ResponderEliminar