quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

Aproxima-te




Foto: Tony Schuller 

Tenho a mão atrevida.

Não sou eu a dominada

mas quem domina.

Sou uma menina.



Respondo ao teu apelo.

Perco me de madrugada.

Já tanto tempo faz

que procuro o teu reflexo dentro

com o leite aceso,

espuma do mar,

na concha da boca.



Debaixo dos caracóis

dos meus cabelos,

procuro o teu mundo.



Chega mais perto para te ver

e comer

com os olhos fechados.

4 comentários:

  1. "Debaixo dos caracóis dos meus cabelos, procuro o teu mundo"
    Será fácil?
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  2. Escreve mais vezes, a tua poesia é única.
    Parabéns por este excelente poema.
    Bom fim de semana, querida amiga Ana.
    Beijo.

    ResponderEliminar