sexta-feira, 17 de janeiro de 2020

Desejos secretos


Foto: Ana Pereira 


Precisas de um céu aberto;
Árvores altas;
Rios que correm sempre para Sul
e que matam a sede das almas
que vagueiam pela terra.

Deixar as velas arder.
Agarrar os ossos.
Devorar a carne.
Sentir o sabor.
Apurar os  ouvidos.
Deixar subir as chamas do inferno.

Acredita que há pecados com perdão. 
Inocentemente cair na tentação.

Apela ao senhor
que te conceda o que desejas
com todo o fervor.

Aprende a contar 
com calma
até 69.
Repete oralmente.

Confia.
Quando o souberes, 
saberás navegar e 
satisfazer todos os 
desejos secretos. 

5 comentários:

  1. en cualquier religión ... navegar y beber hasta los secretos del sublime y misterioso infierno

    ResponderEliminar
  2. Um poema interessante. Abraços e boa semana.

    ResponderEliminar
  3. Gostei muito do poema.
    É magnífico, parabéns pelo talento e inspiração.
    Ana, continuação de boa semana.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  4. Olá Ana já precisas de apelar ao Senhor para te conceder desejos!!!
    Não não é vós mulheres sois as donas do mundo só basta um sinal e qualquer homem se prosta aos vossos pés Um poema lindo como tudo o que escreves Um beijo

    ResponderEliminar
  5. Oi, Ana!
    A tentação é para nos testar. Uns pecadinhos não fazem mal :) Beijinhos...

    ResponderEliminar